Cyberwar: Bruce Schneier @ Black Hat Europe 2011

Keynote sobre guerra electrónica na conferência de segurança mais famosa do planeta. Segue o abstract:

O mundo está a preparar-se para a ciberguerra. O Ciber-Comando Norte-Americano ficou operacional em Novembro. A NATO consagrou a ciber-segurança entre suas novas prioridades estratégicas. O chefe das Forças Armadas da Grã-Bretanha disse recentemente que o aumento das ciber-capacidades é agora uma grande prioridade para o Reino Unido. E sabemos que a China já está envolvido em amplos ataques de ciber-espionagem contra o Ocidente. Então, como podemos controlar uma corrida crescente ao ciber-armamento? Podemos já ter visto as primeiras versões de ciberguerras na Estónia e na Geórgia, possivelmente perpetradas pela Rússia. É difícil saber ao certo, não só porque esses ataques são muitas vezes impossíveis de rastrear, mas porque não temos uma definição clara do que é realmente uma ciberguerra. Será que os ataques de 2007 contra a Estónia, atribuídos a um jovem Russo que vive em Tallinn – e a mais ninguém – também contam? Então e um vírus de origem desconhecida, possivelmente destinado a um complexo nuclear Iraniano? Ou espionagem de dentro da China, mas não dirigida especificamente pelo seu governo? A estas perguntas devemos acrescentar questões ainda mais básicas, como quando sabemos que uma ciberguerra começou, e como termina.

Uma apresentação interessante sobre um tema que está a ganhar importância. O vídeo está disponível na rede em media.blackhat.com/... (MP4, 270MB, 1h15m)