Exercício de campo @ Facebook

O exercício que proponho nesta nota vai cair, provavelmente, fora dos limites de utilização do Facebook... Mas, mesmo assim, não resisto a propô-la como forma de demonstrar a fragilidade mais importante: o elemento que fica entre a cadeira e o teclado : )

No que consiste o exercício, I hear U ask? Na tentativa de acesso ao perfil e à informação fechada dos utilizadores do Facebook, através de um pedido de amizade (quase) anónimo, com um pequeno twist: o pedido vai ser realizado por alguém que trás uma referência importante – vai ser vosso amigo ou amiga, como preferirem ; )

As instruções? Já a seguir:

  1. Comecem por imaginar um perfil fictício que irão usar para pedir a amizade a alguns utilizadores. Preferem usar um perfil masculino ou feminino? Depende dos alvos, claro. Pensem nisso por uma beca e tomem a vossa decisão;
  2. Dêem-lhe um nome neutro e atribuam-lhe uma idade no meio da tabela. São exemplos, Ana Rodrigues, 23, Carla Pereira, 27, Pedro Henriques, 24, e Paulo Guedes, 28. Em seguida,
  3. Criem uma conta de correio electrónico para esse perfil, por exemplo, no Gmail. Como? Sigam por aqui: mail.google.com/mail/signup. Se tiverem dificuldade em escolher um nome de utilizador, optem por juntar o nome e o apelido e acrescentem-lhe o ano do aniversário e o sufixo fb (e.g. ana.rodrigues.1988.fb@gmail.com). Esta conta vai servir de base à criação do perfil no Facebook;
  4. Com uma conta de correio electrónico já definida, podem criar um perfil no Facebook – é o requisito mínimo... Para isso, basta-vos terminar a sessão actual, a que estão a usar neste momento, dirigirem-se à página inicial do FB, e registarem a nova conta – as instruções são muito simples. Nota: quando vos pedirem para inserirem informação de outras contas, para escolherem uma fotografia para o vosso perfil, e adicionarem outros amigos, saltem esses passos – não são necessários;
  5. Depois da conta definida, uma conta praticamente anónima, vamos acrescentar-lhe um pequeno twist: Utilizem a vossa conta real para solicitarem a amizade a essa conta fictícia. A forma mais fácil de chegarem a esse perfil, se não tiverem o endereço directo para a página do mural, é procurem-na através do endereço de correio electrónico. No limite, à falta de melhor, procurem-na pelo nome... Enviem o pedido de amizade (e aceitem-no) para concluir a construção do perfil;
  6. Por último, a parte mais interessante: entrem no FB com a vossa conta fictícia, seleccionem 10 dos vossos amigos ou contactos reais, enviem-lhes pedidos de amizade e... aguardem ; )

O resultado deste exercício vai ser, tenho a certeza, a demonstração cabal que uma percentagem significativa das pessoas admite o acesso à sua informação pessoal sem grandes critérios. É evidente (para mim, pelo menos), que nem todas as pessoas vão aceitar o convite. Mas o número das que não vão rejeitá-lo será significativo (!) Wanna bet? ; )

Mesmo-mesmo a fechar a nota, deixo-vos um pedido e uma sugestão. O pedido? Aproveitem esta secção de comentários para publicarem a percentagem de sucesso – será engraçado integrar a estatística. A sugestão? Recomendem as Notas sobre Segurança aos que aceitaram o convite :p

Good hunting! ; )