[Debate] Sobre o Cr-48 Chrome Notebook

Depois de ter passado umas horas em actualizações de software, instalação de antivírus, personalização de contas e eliminação de programas desnecessários, aquela actividade que já nos aconteceu a tantos [quando somos catados por um amigo ou amiga com aquela conversa do costume, aquela do tipo Ah, tu percebes de computadores, não é?...Hmmm... Tenho ali um portátil que precisava de...], depois de ter passado tanto tempo nessa tarefa tão divertida :p não resisti a escrever esta nota e (tentar) promover este debate.

Tenho a certeza que muitos já conhecem o tema, já leram ali e além sobre a nova máquina da Google, aquele portátil com um nome tão esquisito, o tal que já trás o Chrome OS na base.

Um dos vectores em que a Google afirma investir, neste equipamento, é o vector da segurança. Em traços muito gerais, e socorrendo-me da publicidade da própria Google, as características que se destacam são as seguintes: (i) actualizações automáticas de todo o software, (ii) sandboxing de todas as páginas e aplicações, (iii) verificação da integridade do software no arranque, (iv) cifra dos dados pessoais, e (v) um modo de acesso anónimo ao computador e à Internet.

Considerando estas características, mas tendo sempre presente a mudança radical de paradigma – porque no modelo da Google, com este novo equipamento, a nossa informação vive na nuvem – qual é a vossa opinião sobre o tema? O que ganhamos em segurança na máquina vale o controlo que perdemos sobre a informação? E nas empresas, pensando nas mais pequenas, fará sentido analisar a proposta? E nas maiorzinhas? Os recursos necessários para garantir a segurança interna, em comparação com os da Google, farão um trabalho mais eficiente e eficaz? Então e a confidencialidade da informação de negócio? Isto faz algum sentido?... etc.

Tens uma opinião sobre o tema? Be my guest and drop a line. E tu, troll, que andas ressabiado porque os comentários estavam moderados, bem, desta vez tens a tua oportunidade. Mas não te estiques! : )

Post-scriptum@11:07: Quem quiser experimentar uma versão beta do Chromium na sua própria máquina, uma versão que pode ser usada a partir de uma caneta USB, pode transferir uma vanilla nightly build compilada pelo Hexxeh, e seguir umas instruções muito simples para instalá-la na caneta – estão disponíveis para Windows, Linux e Mac. Como não é uma versão oficial da Google, sugiro que não utilizem a imagem num ambiente de produção, como é óbvio.