Phishing@DEFCON: As mulheres são mais resistentes

Ruy Flávio de Oliveira, um Paulista, no blog 5 Minutos de Segurança:

Em um concurso de phishing realizado dentro do evento DefCon, no mês passado, os atacantes voltaram suas baterias contra 135 empresas de grande porte dos EUA. Todas, aliás, da lista Fortune 500, incluindo Google, Coca-Cola, Ford, Microsoft, Pepsi e várias outras. Os hackers ligavam sob a égide de auditores terceirizados interessados em informações sobre o ambiente da empresa, e faziam perguntas cujas respostas são bastante sensíveis para as mesmas.

(...)

De todos os usuários corporativos contatados, apenas cinco não entregaram o ouro. Não penso que seja coincidência que todos os cinco sejam mulheres, e apesar de não ter uma explicação para este fenômeno, não posso deixar de elogiar o comportamento adequado exibido por elas. Elas desconfiaram, e agiram com prudência, desligando o telefone ou simplesmente se recusando a responder perguntas.

in Só as mulheres se salvam.

Também não sei qual é a razão pela qual só cinco mulheres resistiram. Mas gostava mesmo de saber, para poder extrapolar e afinar o azimute (leia-se, aprender com isso e desenvolver recomendações em conformidade, bem entendido : ) ...)