Mais vulnerabilidades nos programas da Adobe

A nota oficial da Adobe, publicada ainda há pouco, intitula-se Security Advisory for Adobe Flash Player, Adobe Reader and Acrobat, e explica-nos quais são os programas afectados, o impacto da exploração das vulnerabilidades, a projecção para as correcções, e os métodos de mitigação do risco temporários.

Enfim, mais um tiro, mais um melro. E parecem inesgotáveis...

A minha sugestão para vossa análise, se a desejarem, é transferirem o Chrome e o Foxit Reader, programas que têm funcionalidades equivalentes (o Chrome tem o Flash integrado) e evitarem assim, desta forma, serem alvos muito fáceis para o malware de serviço.

É evidente que nenhum dos programas é perfeito, e também têm vulnerabilidades. Mas a caça ao bug neste momento, e desde há muito-muito tempo, tem estado a mirar o IE e o software da Adobe. A diversificação, neste caso, pode ajudar-nos a sair da mira da bicharada.

Mais uma vez, fica a sugestão.