A espiar na escola com webcams? Vão pagar €400.000+

David Kravets, no Threat Level da Wired:

A direcção escolar de uma escola suburbana em Filadélfia acordou pagar 437.000 Euros para resolver dois processos judiciais, levantados por estudantes que foram víctimas de um escândalo de espionagem por webcams, no qual, portáteis fornecidos pela escola secundária, capturaram secretamente milhares de fotografias dos alunos.

in School district pays $610,000 to settle webcam spying lawsuits.

Resta a esperança que seja dissuasor para outros prevaricadores. E já agora, en passant, deixo aqui um alerta e uma sugestão: é técnicamente possível criar uma forma de malware que active a câmara das nossas máquinas e, sem o nosso conhecimento, nem consentimento, envie um filme ou várias imagens nossas pela Internet. Este é o aviso. A sugestão? Se tiverem alguma suspeita, ou, simplesmente, não tiverem confiança no estado do computador, ponham uma tira pequenina de fita-cola opaca sobre a câmara, quando não estiverem a usá-la. E usem o antivírus, claro.