Sobre a relação entre a simplicidade e a segurança

Chad Perrin:

Quanto mais código escrevemos para um dado sistema de software, mais oportunidades existem para serem introduzidos erros nos programas (...) E porque muitos (se não forem todos) dos erros podem ser explorados como vulnerabilidades de segurança, a quantidade de código num único programa pode ter um impacto significativo na segurança de todo o sistema.

in Simplifying systems is the best security.

Nem mais. E esta asserção aplica-se à engenharia de software, mas é igualmente válida para a engenharia e arquitectura de sistemas e comunicações. Aliás, no que concerne a segurança, como em quase tudo na vida, deve prevalecer o princípio KISS ; )