Austrália: filtragem de conteúdos web nos ISPs

Na BBC:

A Austrália pretende introduzir filtros que irão banir o acesso a sites que contenham conteúdos com carácter criminoso. Os sites banidos serão seleccionados por uma entidade de classificação independente, guiada por queixas originadas pelo público, segundo o Ministro das Comunicações Stephen Conroy.

in Australia introduces web filters.

A filtragem de conteúdos é uma forma importante de limitar a entrada de malware nas organizações. É também uma forma de restringir o acesso a conteúdos que, da perspectiva de cada organização, possam diminuir a produtividade dos seus colaboradores. Até aqui, nada a acrescentar. No entanto, mesmo que as motivações iniciais sejam as melhores (!), quando um país pretende estabelecer controlos desta natureza para todos os cidadãos, está a destrancar uma caixa de Pandora — a activação destes mecanismos abre o caminho para uma forma de violação da segurança mais perigosa: a censura. E um estado em que a censura seja legitimada e utilizada pelas autoridades como forma de controlo, é um estado em que a segurança dos cidadãos está posta em causa logo à partida, porque a sua capacidade crítica e o seu poder de intervenção ficam limitados. Food for thought...