As políticas de segurança das empresas e a privacidade individual

Numa coluna de opinião na SecurityFocus, Mark Rasch escreveu um texto muito interessante sobre o tema da privacidade individual no contexto empresarial: balanceando a privacidade dos colaboradores e a necessidade de segurança interna duma organização, até onde podem ir os controlos? Em face da lei vigente e das regras estabelecidas por cada empresa, quais são os direitos efectivos? (Para a empresa e, claro, para o indivíduo também (!))

Com o reforço (imprescindível!) dos controlos de segurança, este tema ganha especial importância porque, naturalmente, a fronteira entre o que é válido e o que é ilegítimo tem que estar bem definida. E ser conhecida e aceite por todos os intervenientes.

Este debate ainda não ganhou dimensão em Portugal mas, muito provavelmente, irá ser objecto de (grande?) discussão ao longo dos próximos anos. Para reflexão: Employee Privacy, Employer Policy.